21 de set de 2011

Economia, Passado e Futuro.



Passado: Para nós Gaúchos,  a Semana Farroupilha, com várias festividades e ainda ao longo da semana muito se falou na história do Rio Grande do Sul, parece que a cada ano é  recontada ao prazer de cada históriador, de acôrdo com o seu costume, de acôrdo com a sua conveniência política,  parecendo que os tradicionalistas como se fossem  os donos da história, talvez aonde dizem se "orgulhar" deveriam ter "vergonha ", dependendo da fábula como se conta, como é o caso de "Porongos" e outros tantos. E assim como a Revolução de 1964 , e tal da "comissão da verdade" sendo feita por gente que isenção nenhuma teria fazer a revisão.

Futuro:  Para nós Brasileiros, que poderiamos usufuir melhor da instabilidade que EU e EUA atravessam, com maior planejamento com as obras infra estrutura para copa e portuárias, e outras tantas que não foram feitas na década passada, caminhando a passos na desindustrialialização,  com efeito "aferição cambial " , aonde hoje vimos a Presidenta em pleno discurso inédito Feminino na ONU , ensinar que não se deve fazer o "protecionismo" que ela mesmo fez na semana passada com as carroças nacionais, a incerteza está aumentada.



Basta ter um pouco de juizo para saber que os princípios defendidos por este blogQuem sou eu:  "Liberdade de Escolha, Meritocracia, Legalidade ",   ainda são os maiores entraves para o desenvolvimento e comprometem o futuro deste pais.
 Hoje, Antonio Delfim Netto, professor emérito da FEA-USP, ex-ministro da Fazenda, Agricultura e Planejamento, escreveu a coluna abaixo , publicada em vários jornais,
sendo que o destaque para o enfoque;
 "Como disse o ilustre ex-ministro Pedro Malan, "no Brasil até o passado é incerto".



Garantia legal.,
por Antonio Delfim Netto, ( Jornal do Comercio e outros tantos Jornais)

O "capitalismo" não foi inventado: é um processo de organização social e produtiva que os homens foram "descobrindo" ao longo de sua trajetória. Ele é sujeito a crises porque: 1º) O próprio comportamento do homem oscila entre o entusiasmo e a depressão e 2º) As "respostas" do sistema produtivo (variações da oferta) aos estímulos da demanda são, simultaneamente, condicionadas pelas incertezas do futuro opaco e pela natureza do avanço da tecnologia.
Ele sobreviveu porque, de cada crise, saiu mais ajustado ao processo civilizatório. A história mostra, sem nenhuma possibilidade de contradita, que a permanente elevação da produtividade do trabalho e a imensa elevação do padrão de vida que o acompanhou, com a liberdade individual que permite, são um enorme sucesso.
Obviamente ele tem muito a caminhar na direção de uma sociedade mais "justa" na qual prevaleça uma efetiva igualdade de oportunidade para todo cidadão, não importa o ambiente em que tenha sido gerado. O que justifica a nossa esperança é que a combinação de uma democracia liberal (urna) com o capitalismo (mercado) tende a se autocorrigir na direção daquele objetivo.
As duas instituições (a democracia liberal e o mercado) dependem de um Estado constitucionalmente limitado que dê garantias legais para que elas possam produzir o resultado desejado.
Talvez o exemplo mais palpável dessa simbiose seja o enorme crescimento da Inglaterra após a "Revolução Gloriosa de 1688", que eliminou o "poder do soberano" que podia mudar a regra à sua vontade; comprometeu o Estado com o respeito aos direitos da propriedade privada e tomou-lhe o poder de confiscá-la.
Talvez não seja exagerado dizer que foram essas mudanças e o desenvolvimento tecnológico (ele mesmo, talvez, estimulado por elas) que deram origem à primeira Revolução Industrial (1760-1830), que mudou o mundo.
A história econômica dos últimos 300 anos é pouco mais do que a descrição do aperfeiçoamento dos dispositivos legais de imposição do cumprimento dos contratos que obrigam ainda o poder incumbente.
Esse assunto é do maior interesse no estágio de desenvolvimento em que se encontra o Brasil, onde a "segurança jurídica" é ainda precária.
Como disse o ilustre ex-ministro Pedro Malan, "no Brasil até o passado é incerto". Isso é muito prejudicial ao desenvolvimento de longo prazo. Infelizmente, não vamos muito bem nesse quesito, como mostram o "Rule of Law Index" de 2011 e os dados do Economic Forum de 2011-2012.
Amanhã, por estímulo de um prêmio oferecido pela Fundação Getúlio Vargas, haverá uma discussão do assunto, no ambiente Leopoldo, a partir das 12 horas.

"Doutor Honoris Corrupção"

"Doutor Honoris Corrupção"

 Enquanto recebia mais uma premiação em Salvador, na (UFBA) :

"Lula diz que ministros deveriam resistir quando forem alvos de denúncias de corrupção"



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou que os ministros de Dilma Rousseff, que eventualmente tiverem seus nomes envolvidos com casos de corrupção, "resistam" e não renunciem com tanta facilidade.

Para ler a matéria completa no link "O Globo", aperte aqui,

Lula não estudou nas escolas e nas faculdades, mas fez  com a "política" sua escola de aprendizado, que ele mesmo condenava e dizia que eram um "bando de 300 picaretas"  mas foi o meio que lhe sustentou toda a vida e por fim que lhe tornou "milhonário" e foi o que ele julga ser o maior aprendizado:  "Dom do Poder". Poder de gastar o dinheiro alheio , poder de mentir e negar, poder de chefiar o maior bando de corrupção da história deste paiz, e negar, mesmo que visto na TV pelo mundo todo, pois sabe que não será preso ou punido, porque tem o Poder de indicar os amigos que julgam os processos. Porisso, pede que os

cumpanheiros, ministros resistam e não entreguem o cargo, pois com o Poder nas mãos eles podem mentir, negar, roubar, etc.etc, e assim é reconhecido como o "Doutor Honoris Corrupção"


Lula e o PT e a Corrupção-"Quem nunca comeu mel, quando come, se lambuza."




Lula e o PT e a Corrupção!


Para acessar esta matéria : Clique aqui


Para acesar o livro O Chefe clique aqui
O CHEFE

8 de set de 2011

CONGRESSO EM FOCO-MAIS UMA VERGONHA NACIONAL.

Congresso em Foco é um site jornalístico criado e formado em Brasilia por jornalistas de esquerda com base no Distrito Federal. Como se não bastasse a divulgação de temas de maior destaque a parlamentares de partidos que compoem a base do governo e ou que sejam de esquerda, criaram o Prêmio Congresso em Foco, com critérios de votações subjetivas, mas acima de tudo sem valor, pois as indicações são feitas por jornalistas inscritos no congresso nacional  e no sindicado dos jornalistas profissionais de Brasilia e são reconhecidamente tendencia de esquerda, basta ver os parlamentares  indicados  abaixo e que serão votados pelos seus eleitores pela internet,que  muitas vezes uma pessoa pode votar 3, 4, 5 ou 10 vezes.  Ou seja,  até o critério de votação do BBB é mais confiavel do que o Congresso em Foco



Veja quantos votos cada parlamentar recebeu até o último boletim, divulgado às 15h32 desta terça-feira (6):,
Analize se realmente corresponde a verdade com aquilo que voce ve nos Jornais, nas Rádios, na TV e na Tribuna do Congresso defendendo os reais interesses do povo ou se estão fazendo mídia, e só aparecendo como o caso do Jean Wyllys que está preocupado só com a causa gay  ?
E o que fez Eduardo Suplicy nestes anos todos, senão atos folclóricos ??
E o que fez Paulo Paim senão enganar os aposentados por mais de 10 anos quando fez campanha e se elegeu com a promessa de acabar com o fator previdênciário?

O nome do Senador Alvaro Dias sequer está na lista e ele   representa a maior expressão da oposição séria neste pais????
O nome da Senadora Kátia Abreu que alem de representar inteligência da mulher executiva, de vários projetos, tem a liderança de toda a sociedade produtiva agrícola acerda da aprovação do código florestal, sequer está na lista ???

 A permanencia  de parlamentares de partidos de esquerda no congresso  representa mais dinheiro para os sindicatos, inclusive o dos jornalistas, mas tenham vergonha na cara. Isto está pior do que roubar e nâo saber carregar.
Ganhar o Prêmio Representa um insulto para o parlamentar que tiver dignidade.
Senadores
Cristovam Buarque (PDT-DF) – 5658
Eduardo Suplicy (PT-SP) – 5042
Paulo Paim (PT-RS) – 3733
Lindbergh Farias (PT-RJ) – 3697
Pedro Simon (PMDB-RS) – 3106
Demóstenes Torres (DEM-GO) – 3024
Randolfe Rodrigues (Psol-AP) – 2491
Ana Amélia (PP-RS) – 2215
Pedro Taques (PDT-MT)     - 2068
Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) – 1811
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) – 1729
Total de votos: 34574
Deputados
Jean Wyllys (Psol-RJ) – 4050
Chico Alencar (Psol-RJ) – 4016
Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) – 3155
ACM Neto (DEM-BA) – 3115
Romário (PSB-RJ) – 2822
Luiza Erundina (PSB-SP) – 2714
Ivan Valente (Psol-SP) – 2635
Delegado Protógenes (PCdoB-SP)  -  2447
Vicentinho (PT-SP) -  2069
Marco Maia (PT-RS) – 2029
Dr. Rosinha (PT-PR) – 1923

5 de set de 2011

Brasil+Ético=Todos Contra a Corrupção



Uma chamada ao bom senso

O Brasil+Ético defende uma postura clara e realmente APARTIDÁRIA.

Talvez, a principal bandeira que legitima e dignifica a todas as manifestações organizadaspela internet (para os dia 7 e 20 de setembro) contra a corrupção no Brasil seja dizer que são MANIFESTOS APARTIDÁRIOS.
Porém, observando os diversos grupos e eventos nas redes sociais estes últimos dias se vê que os ânimos estão “inflamados” contra esse ou aquele partido, contra aquela ou essa pessoa, contra essa ou aquela manifestação. Entendemos que essas manifestações também são uma parte da democracia, qualquer um tem direito a expressar sua opinião, porém algumas parecem incitar um tom violento que de nenhum modo nos representa e que não podemos tolerar em MANIFESTAÇÕES PACÍFICAS. Devemos preservar uma postura de coerência.
Desde Brasil+Ético, acreditamos que a indignação contra a corrupção e O DIREITO A MANIFESTAR-SE, É DE TODO CIDADÃO! Seria falso de nossa parte dizer que a corrupção é privilégio do partido A ou B. Particularmente, as palavras “raivosas” vistas na internet (os que dizem ser ANTI fulano ou sicrano, as contra/manifestações e outras mais) não colaboram para o debate. Para que os movimentos populares não percam credibilidade, é importante defender que na luta contra a corrupção estamos todos, nos manifestos indignados contra a corrupção devemos participar TODOS.
O Calendário Geral das Manifestações Contra a Corrupção busca incluir e dar voz a todos os grupos chamados apartidários que conhecemos. Participando dos diversos “fóruns” via Facebook, podemos encontrar de tudo, todos os perfis, distintas opiniões. No dia 7 de setembro, aqueles que acudirem a participar nas ruas deveriam deixar em casa suas “FOBIAS” e seus “ANTIS” para que a famosa defesa de movimento APARTIDÁRIOesteja justificada. Acreditamos que as manifestações não devem ser (e não serão) contra este governo ou qualquer outro. A corrupção está presente na história brasileira desde sempre, e infelizmente nem mesmo nossos últimos anos de democracia conseguiu banir-la. Desde aqui apoiamos totalmente as ações que nos últimos meses levou a Presidente(a) Dilma Housseff a empreender sua “faxina” contra a corrupção. Pedimos que isso não seja apenas uma “miragem” e que “ela”não desista, que não interrompa esse objetivo. O atual governo foi eleito de maneira democrática pela maioria dos brasileiros, isso deveria ser suficiente para que a Presidente(a) siga com a limpeza ética nas instituições. Devemos apoiar a qualquer intenção política, que desde uma postura honesta, diga NÃO A CORRUPÇÃO, independente de partidos ou “nomes”.
Os cargos políticos que ai estão, independente de partidos, não devem esquecer que nos representam, representam ao povo. E o povo está dizendo: BASTA DE CORRUPÇÃO!O mesmo povo que votou e elegeu a vereadores, deputados, senadores, prefeitos e governadores, no dia 7 sairá as ruas para deixar claro: ESTAMOS CANSADOS:
Aqui um chamamento para que no dia 7 de setembro as manifestações sejamPACÍFICAS, DEMOCRÁTICAS, CIVILIZADAS E COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS.Todos os que queiram, estão convidados e devem ser bem recebidos. Ninguém é o “dono” dos movimentos, neles devem estar representadas a voz da cidadania, a voz de todos brasileiros que estão indignados e cansados de tantos e tantos casos de corrupção no país.
Para entrar na página oficial da campanha com diversos links aperte aqui